Project Scorpio é o console mais poderoso do mercado, confira as especificações oficiais

O Digital Foundry revelou hoje vários detalhes sobre as especificações técnicas do Project Scorpio, o novo console da família Xbox One, que chega ao mercado ainda em 2017. Conforme foi publicado pelo Eurogamer, o console combina um design inteligente com poder bruto, alcançando os 6 teraflops prometidos durante a apresentação da Microsoft na E3 2016.

O Scorpio conta com uma GPU com 40 unidades computacionais personalizadas rodando a 1172MHz, acompanhado de uma memória GDDR5 de 12 GB . A CPU é composta por oito núcleos x86 com frequência 2.3 GHz. A Microsoft consegue alcançar os 6 teraflops prometidos graças a evolução de outras áreas da arquitetura do console, maximizando desta forma a eficácia do hardware.

“Para resolução em 4K, as texturas ficam maiores e assim como os alvos de renderização. Isto significa duas coisas – é preciso mais espaço e mais largura de banda. A questão é quanto mais? Detestaríamos construir esta GPU e depois ter problemas de memória. Por isso, toda a análise feita (…) nos permitiu olhar para o efeito de diferentes larguras de banda na memória, e rapidamente mostrou-nos que precisamos mais de 300 GB/s de largura de banda. No final, acabamos por escolher 326 GB/s.”, disse Nick Baker, engenheiro da Microsoft.

Foi feita uma personalização extensiva para reduzir a latência de forma a manter o processador mais ocupado, enquanto a CPU/GPU também receberam melhorias na performance. Como já dito anteriormente, a memória RAM é de 12 GB GDDR5, com largura de banda de memória de 326 GB/s, destes 12 GB os desenvolvedores terão acesso a 8 GB, enquanto os outros 4 GB são para o sistema. O Scorpio também traz consigo um HD de 1 TB e drive para rodar Blu-Ray em resolução 4K. Assim como no Xbox One S, a fonte do console é interna.

Com todo esse poder e para conseguir um aparelho compacto, a Microsoft trabalhou em um sistema de resfriamento formado por uma câmera de vapor. Chamado de Hovis, o sistema é composto por um recipiente de cobre que contém água destilada ionizada em vácuo. O calor é absorvido pela água e evapora. O vapor escapa dos pontos quentes e condensa-se nos dissipadores de forma altamente eficiente.

Em relação ao Xbox One, a CPU é 31% mais rápida e a GPU é 4.6x mais poderosa. Confira abaixo um comparativo entre as especificações do Project Scorpio com o Xbox one e o PS4 Pro:

 

Os games
O Digital Foundry também viu o console rodando uma demonstração técnica de Forza com base no motor gráfico ForzaTech. Foram utilizados número máximo de carros na tela em circuito, com clima dinâmico e todos os efeitos no máximo; a demonstração foi feita em 4K em perfeitos 60 quadros por segundo, usando apenas 60 a 70% da potência do console. Para o Xbox One fazer isso em 1080p é necessário uso de 90% do poder do console.

A conversão da engine ForzaTech para a Scorpio demorou apenas dois dias, sendo que no primeiro ela já funcionava perfeitamente. Além disso, a engine também é capaz de oferecer configurações gráficas equivalentes ao Ultra em um PC no Scorpio utilizando 88% de uso da GPU.

O console tem potencial não só para rodar games de Xbox One em 4K com taxa de quadros estável, como também tem poder de sobra para melhorar os gráficos ainda mais. Contudo, os resultados de desempenho são variáveis, dependendo do motor gráfico de cada jogo, mas o potencial está ali para ser utilizado.

O Digital Foundry afirma ainda que o Scorpio vai rodar todos os games de Xbox One com desempenho muito melhor, independente se os games vão receber atualizações voltadas para 4K/modos melhorados ou não. Os games vão aproveitar de taxa de quadros mais estáveis e a maior resolução possível em todos os momentos, com texturas mais bonitas e tempos de carregamento mais rápidos.

 

Reconquistar os desenvolvedores

Com o Project Scorpio, Microsoft quer reconquistar desenvolvedores de games após o lançamento do PS4 e Xbox One em 2013. “A equipe olhou para o passado, para os desenvolvedores e relações que temos. Com o Xbox 360 tínhamos a melhor plataforma para eles, [com o Xbox One] meio que perdemos isso em um período de dois anos, então pensamos como vamos recuperar esses desenvolvedores? Temos que ter as ferramentas certas que vão permitir que eles façam seus games para toda a família de produtos e que os permita criar as melhores versões possíveis desses jogos.”, disse Mike Ybarra, vice presidente de Windows e Xbox, ao Eurogamer.

“Quando você olha para celulares, por exemplo, consumidores estão os comprando mais frequentemente do que nunca. A expectativa de tecnologia agora é que eles não têm mais que esperar. Está imediatamente na frente deles e eles esperam que seu conteúdo flua nesses dispositivos também. Estamos tomando esse grande risco de lançar algo que sabemos que os consumidores querem. E adaptar esse modelo de negócios é onde entra o risco.”, compleou Ybarra.

 

Preço
Nada sobre o preço do aparelho foi dito pela Microsoft. O Digital Foundry especula que o console sairá por volta de US$ 499, com base nas peças utilizadas para montar o Scorpio. Se isto realmente se confirmar, o console chegará ao mercado com o mesmo preço de lançamento do Xbox One, com Kinect, em 2013. O console chegará ao mercado ainda em 2017, durante o segundo semestre.

Mais informações sobre o videogame assim como o seu visual certamente serão reveladas durante a conferência da empresa na E3 2017, que acontecerá no dia 11 de junho, às 18h no horário de Brasília.

Compartilhe!

Post Author: Herbert Viana

Herbert tem 22 anos, é mineiro, cruzeirense, estudante de Direito e amante de games! Gosta de jogos de ação e aventura, preferencialmente em terceira pessoa. É dono de um PS2 (primeiro console), um Xbox 360 e um Xbox One. Xbox Live: "HerbertVFV".

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *