BGS 2019 | Testamos Dragon Ball Z: Kakarot!

E aí, Joystickers!

Seguindo nossa cobertura da BGS 2019, chegou a vez de testar o mais novo título da franquia Dragon Ball. Com o nome Saiyajin do nosso herói no título, o game foi anunciado prometendo trazer uma nova pegada à franquia, com um mundo aberto e elementos de RPG, além de novos pontos de vista da já conhecida e consagrada história da saga Z.

O sistema de combate se assemelha a uma mistura de antigos games da franquia com jogos da saga Naruto Ultimate Ninja Storm. Imagem: Renan Dores

No estande, uma demo de 20 minutos estava disponível. Era possível explorar um trecho do mundo do jogo, coletando pequenas esferas (que não são as do dragão desta vez) e enfrentando grupos de inimigos, enquanto seguia ao encontro de Raditz. O visual segue a linha do anime, com uma arte bem trabalhada e cheia de partículas. Até mesmo a interface, como de costume nos jogos da Bandai, recebeu um tratamento especial, e temos animações fluidas e uma cara moderna.

Toda a saga Z será retratada em DBZ: Kakarot. Imagem: Bandai Namco

A jogabilidade também é ponto de destaque – ela lembra um misto dos jogos da série Naruto Ultimate Ninja Storm, com outros Dragon Ball mais antigos, como Budokai Tenkaichi 3. Você explora o mundo andando, voando, ou ainda voando com a nuvem de Goku. Há algumas missões secundárias pelo mapa, além das missões de história, e combates acontecem durante a navegação pelo mundo. Durante meus testes, enfrentei alguns robôs antes de chegar ao Boss. Os comandos em combate são os mesmos da saga Storm, com algumas ressalvas, incluindo as diferenças de cada anime: você bate com B (ou Círculo), atira Ki usando X (ou quadrado), dá dash e desvia usando A (ou X) e carrega sua barra de Ki com Y (ou triângulo). A defesa fica no gatilho esquerdo, e os movimentos especiais, como o Kamehameha, são uma combinação do botão de defesa com um dos botões de ataque. Tudo relativamente simples, com o intuito de atingir um maior número de jogadores. Também como é natural de Dragon Ball, as lutas são um espetáculo visual grandioso e exagerado, com explosões e poderes para todos os lados.

Ainda é cedo para dar um veredito, mas ainda assim o mais novo game de Goku e companhia se mostrou promissor. Sua jogabilidade acessível, seus belos gráficos e novidades para a franquia devem ao menos despertar sua curiosidade para testar o título. Dragon Ball Z: Kakarot será lançado para PS4, Xbox One e PC, mas ainda não possui data de lançamento definida.

Compartilhe!

Post Author: Renan da Silva Dores

Renan é um desenvolvedor de jogos recém-formado pela PUC-SP, e joga desde que se entende por gente. Tem mais afinidade pelos exclusivos da Sony, mas se tivesse dinheiro o suficiente, teria todas as plataformas sem pensar. Ama ler, ouvir música, e é um aficionado por tecnologia, sendo secretamente um replicante (Cyberpunk na veia). Atualmente, dá aulas de inglês enquanto caça uma oportunidade no ramo de jogos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *