E esse Resident Evil 7, heim?

Fala joystickers! Tudo bem?

Ninguém pediu mas aqui estou para dar dois dedos de prosa sobre Resident Evil 7 e sobre Resident Evil em geral. Sou fã desde o primeiro jogo, então tenho conhecimento de causa. Antes, gostaria somente de dar minha opinião muito rápida sobre os jogos que joguei até aqui: O primeiro resident a gente nunca esquece e o meu primeiro, como já disse foi…bem, o primeiro.

Resident 1 veio com meu playstation 1 comprado em 1997 com meu primeiro salário de carteira registrada. Fiquei muito impressionado e tomei vários sustos e perdi vários dias tentando desvendar todos os mistérios da mansão. Depois vieram o dois e o três, todos jogos inesquecíveis na minha opinião.

Tentei jogar o Resident 4 e não gostei. Me julguem! Puta jogo chato. Mas aí veio o Resident 5. Somente a dlc Lost in nightmares é jogável, puta jogo de merda, na boa. Já tinha perdido a esperança de um Resident bom quando comecei a ver vídeos do Resident 6. Esse sim iria ser um jogaço! Ele é um jogo polarizador. Ou a galera ama ou odeia. Eu sou um dos que amou. Jogo muito legal, história muito confusa, mas tudo bem. Gráficos bonitos, personagens novos… Leon dando de cara com o Chris…porra, Leon dando de cara com o Chris é épico, emocionante, tudo de bom!

Mas não era Resident Evil…era um jogo de ação com zumbis, aqueles J´avo que até agora não sei quem são. mas gostei e joguei à exaustão! Até comprei a versão remaster do Ps4.

Aí vemos aquele anúncio super mega duper bombástico…Go tell aunt Rhodyyyyyy, go tell aunt Rhoody…..Caraaaca, aquilo foi muito bom, mas…resident em primeira pessoa??? Não pode, não é resident evil, capcom paga-pau de Outlast, capcom não sabe mais fazer resident, vai fazer jogo pra celular… Opiniões foram dividas com a demo que foi disponibilizada no ps4 junto ao anúncio.

Informações, informações e chegou o lançamento e…

Que jogo maravilhoso! Que primeira meia hora!!! Meu deus! Eu recomecei várias vezes só pra jogar a mesma parte…que tensão, que efeitos sonoros, que início!

A visão em primeira pessoa só faz com que tenhamos mais receio de abrir qualquer porta, as lutas ficam super tensas, tudo fica mais pessoal. Jack Baker é meu maluco favorito…Ele te persegue incansavelmente, semp
re com um brinquedinho novo para te fazer sofrer. Marguerite, a neurótica, fica atrás de você com o lampião aceso e seus insetos de estimação. Lucas testa nossa inteligência (e vontade de continuar vivo) com seus puzzles cheios de armadilhas. Me senti como se estivesse num filme Jogos mortais.

O jogo toma emprestado muitas marcas de filmes de terror sem perder a identidade Resident Evil.Podem ficar tranquilos, esse é um verdadeiro Resident Evil em toda a sua glória!

De “O massacre da serra elétrica”, passando por “Jogos mortais” e chegando em “Evil Dead”, Resident Evil 7 usa dessas características filmescas com muita maestria, nos fazendo sentir como se estivéssemos num desses filmes.

Além disso, as características do survival horror são muito fortes aqui: O protagonista como uma pessoa comum, a escassez de recursos, o “backtracking” para abrir novas portas e conseguir novos itens para prosseguir na história. O sentimento de isolação, o medo em cada canto da casa…

O survival horror voltou à Resident Evil. O que será que nos espera no próximo canto???

 

Compartilhe!

Post Author: Julian Camargo

O Julian é um gamer das antigas. Apaixonado por videogames e por jogar. É um grande fã dos jogos e consoles PlayStation. Suas franquias favoritas são Uncharted e Ratchet and Clank. Também gosta de ler, ouvir musica, gatos e tecnologia. É professor coordenador pedagógico em uma escola de idiomas e leciona inglês e espanhol em outra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *